18Novembro2019

NOTÍCIAS SAÚDE Mulheres são mais vulneráveis à perda dentária do que os homens

emdiacomunicacao.vcjasaiunamidia

Mulheres são mais vulneráveis à perda dentária do que os homens

Variação hormonal comum na mulher deixa mais suscetíveis aos problemas dentários

Mulheres-so-mais-vulnerveis--perda-dentria-do-que-os-homens

Por conta de condição hormonal, que varia muito ao longo da vida, as mulheres, são muito mais suscetíveis do que os homens a apresentarem problemas dentários e, em especial, a perda dos dentes. O período da gravidez, por exemplo, é especialmente delicado para a saúde bucal, segundo a cirurgiã dentista Bruna Ghiraldini, especialista em periodontia.

Doença comun  >>   Dor ao engolir e salivação excessiva são alguns dos sintomas da estomatite

Nessa fase, o organismo recebe uma carga intensa de hormônios estrogênio e progesterona, substâncias que promovem modificações vasculares, facilitando o ataque de bactérias nas gengivas. “Pessoas mais suscetíveis podem desenvolver gengivite que, caso não seja tratada adequadamente, leva à perda dentária”, alerta.

Também na idade madura, com a modificação hormonal que reflete em todo o organismo, a incidência de danos à saúde bucal aumenta. Desde a proximidade do final do ciclo menstrual (o chamado climatério), que acontece a partir dos 45 anos, a cavidade oral se ressente sob muitos aspectos. “A gengiva, por exemplo, diminui de volume e se retrai, situação que se intensifica com a chegada da menopausa, o que pode afetar a sustentação dos dentes e aumentar as chances de perda”, explica Ghiraldini.

Conceito DOHaD  >>   Precisamos conversar sobre a saúde e a alimentação dos futuros pais

Outros fatores de risco são osteoporose (frequente na menopausa), tabagismo, diabetes, mordida inadequada, hábito de ranger os dentes, estresse e até mesmo a anatomia da boca. “Isso porque os homens, em geral, apresentam maior diâmetro dos dentes, comparado com os das mulheres. Isso os torna, também, mais blindados contra os problemas dentários”, explica a especialista.

“Para enfrentar essa perda óssea nos dentes, que muitas vezes ocorre a partir de uma aparentemente inocente inflamação da gengiva – e isso pode acontecer em qualquer idade, com agravante no envelhecimento –, existem algumas formas de cuidado que auxiliam na prevenção”, alerta a especialista. “Contudo, se a inflamação não for tratada corretamente, já no início, pode levar à perda dos dentes, pois o que ocorre é que irá faltar osso para apoiá-los”, pontua.

Solução: implante dentário, tratamento cada vez mais acessível

A dentista comenta que é muito difícil um tecido ósseo perdido vir a crescer novamente, independentemente do que ocasionou sua perda. “A alternativa, quando isso não acontece, é a pessoa passar pelo procedimento de um implante dentário. “Felizmente a tecnologia hoje oferece possibilidades seguras, com custo acessível e bastante eficientes de tratamento”, diz.

Caminhada  >>   Adianta caminhar? Adianta sim! E aí?

Sorriso e mastigação preservados

Ela ressalta, ainda, que um implante adequado contribui para a estética da boca, mas esse não é o único motivo que deve levar alguém a procurar tratamento. “O implante garante a reabilitação da atividade mastigatória, com forte influência na saúde física e psíquica da pessoa que sofreu a perda óssea.”

Entre os produtos considerados de ponta no mercado hoje, existem implantes dentários produzidos no Brasil, com excelente performance e custo benefício. Um desses exemplos é o Strong SW Plus, implante fabricado pela S.I.N. Implant System e que já começa a ser exportado para todo o mundo. Seu diferencial principal, entre outros, está na superfície revestida de nanocristais de hidroxiapatita, material desenvolvido a partir de nanotecnologia, capaz de otimizar a formação óssea.

Esperança  >>   Saúde incorpora 5 novos medicamentos para tratamento de quatro doenças

Sobre perda óssea dos dentes em mulheres

• Flutuações hormonais;

• Osteoporose;

• Tabagismo;

• Diabetes;

• Mordida inadequada;

• Inflamações na cavidade bucal;

• Hábito de ranger os dentes;

• Estresse

• Anatomia da boca.

Como evitar

• Fazer uma boa higiene bucal, com escovação e uso de fio dental;

• Visitar o dentista com frequência, especialmente durante o período de gestação e quando se aproxima a menopausa;

• Ter uma alimentação saudável e evitar os fatores de risco;

• Manter sob controle o estresse e doenças metabólicas;

• Caso o problema apareça, é possível restaurar a auto-estima e a saúde bucal com um implante dentário, que substitui satisfatoriamente a raiz dos dentes e tem excelente durabilidade.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso site de notícias Linhares Em Dia.

logo.sitelinharesemdia.rodape
Linhares Em Dia é Marca Registrada®
© Copyright Linhares EM DIA 2010 - 2019
Todos os direitos reservados. All rights reserved.
Informação com conteúdo e credibilidade.   Information with content and credibility.
Contato - Home - Geral - Polícia - Saúde - Esporte - Política - Entretenimento
Destaque - Filmes em Cartaz - Empregos|Cursos|Concursos - Falo Mesmo
Produtos e Serviços - Farmácias de Plantão