23Maio2019

NOTÍCIAS SAÚDE Olheiras: causas, como tratar e prevenir que elas apareçam

farmacias-de-plantao

Olheiras: causas, como tratar e prevenir que elas apareçam

Veja os tipos de olheiras, truques simples para amenizá-las (sem sair de casa!)

Olheiras-causas-como-tratar-e-prevenir-que-elas-apaream

Difícil encontrar quem nunca sofreu com o aparecimento das indesejáveis olheiras, não é mesmo?

Basta uma noite ruim de sono que lá estão elas. Mas não é só isso: embora esse problema seja muito associado à falta de sono e ao cansaço, a verdade é que as olheiras podem também ter outras causas - inclusive fatores bem comuns que acabam sendo bastante prejudiciais. Como o surgimento das olheiras pode gerar grande desconforto e afetar a autoestima, é importante entender o que está levando à formação delas e como suavizá-las.

Leia também  >>   Saiba como prevenir os riscos de doenças respiratórias nos Pets

Para desvendar algumas dúvidas sobre as causas, tipos e tratamentos caseiros. conversamos com alguns especialistas; confira tudo abaixo:

O que são olheiras?

As olheiras se caracterizam pela concentração anormal de vasos sanguíneos ou melanina sob a pálpebra inferior, o que resulta num tom escurecido abaixo da região ocular. Isso também pode ocorrer por conta da estrutura óssea do rosto: em alguns casos, o globo ocular é mais fundo e isso cria uma sombra que se assemelha às olheiras. Não há estatísticas sobre o problema, mas se sabe que é muito comum.

Muitos acreditam que as olheiras só aparecem na fase adulta, porém a dermatologista Daniela Neves explica que elas podem formar-se em qualquer fase da vida de homens e mulheres, até mesmo em crianças. A condição manifesta-se em todas as raças, sendo mais frequente e acentuada, contudo, nos árabes.

Ainda que o problema seja comum e pareça inofensivo, tende a agravar-se quando não recebe o tratamento adequado.

Leia também  >>   Governo do Estado lança mutirão de cirurgias eletivas para mais de 3,7 mil pacientes

Tipos de olheiras

Os tipos de olheiras são diferenciados pela coloração, intensidade da pigmentação, estrutura das pálpebras e pelos mecanismos que as causam. Elas são classificadas da seguinte forma:

Olheiras vasculares: podem ser azuladas, arroxeadas ou avermelhadas e normalmente aparecem pela má circulação do sangue, após noites mal dormidas e em pessoas que possuem a pele palpebral muito fina e clara. Como nesta região circula sangue escuro e pigmentado, é muito fácil visualizar os vasinhos na região.

Olheiras pigmentares: algumas pessoas podem tê-las pelo excesso de melanina (pigmento que dá cor à pele) ao redor dos olhos, o que escurece a região. Geralmente, esse tipo é caracterizado por manchas marrons e são mais comuns em pessoas com a pele negra.

Olheiras profundas: surgem devido a falta de volume na região dos olhos. O chamado "olho fundo" é recorrente em pessoas com o globo ocular naturalmente mais profundo (genética) ou que perderam o preenchimento natural desta área por envelhecimento e perda excessiva de peso.

Olheiras mistas: esse é provavelmente o tipo mais comum, já que muitas pessoas acabam tendo mais de uma causa dentre as citadas acima.

Diferença entre olheiras e bolsas embaixo dos olhos

A bolsa na região palpebral é consequência do excesso de gordura associado à flacidez da pele e muscular. Por conta disso, os olhos ficam com a aparência inchada e cansada. O tratamento para elas normalmente é cirúrgico e consiste na sua retirada.

Já as olheiras são áreas escuras e normalmente deprimidas, e o tratamento na maioria das vezes não é cirúrgico. "As duas situações podem ser confundidas pois as bolsas podem aumentar as olheiras, já que existem muitos vasos no interior delas que alteram a coloração do local", diz Suzy Vieira.

Leia também  >>   Uma a cada dez brasileiras tem endometriose

Quais as causas das olheiras?

Como dito anteriormente, alguns fatores favorecem o surgimento das olheiras - e eles podem variar de acordo com cada tipo. Entre as principais causas, estão:

• Hereditariedade

• Acúmulo de vasos e má circulação do sangue

• Noites mal dormidas e cansaço físico

• Excesso de melanina

• Tabagismo

• Consumo de álcool e drogas

• Doenças respiratórias

• Estresse físico ou emocional

• Fotoproteção inadequada da área

• Estrutura óssea do rosto.

Leia também  >>   Hormônio do crescimento: saiba como estimular a produção

De acordo com a dermatologista Laís Leonor, o próprio envelhecimento também acentua as olheiras devido a frouxidão na pálpebra inferior, remodelação óssea e reposicionamento dos compartimentos de gordura facial de sustentação, dando aspecto de "derretimento". A rápida perda de peso corporal e flacidez provocam alteração da anatomia palpebral e malar.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.