23Maio2019

NOTÍCIAS SAÚDE Governo do Estado lança mutirão de cirurgias eletivas para mais de 3,7 mil pacientes

farmacias-de-plantao

Governo do Estado lança mutirão de cirurgias eletivas para mais de 3,7 mil pacientes

Serão realizadas cirurgias ginecológicas, angiológicas, oftalmológicas e de reconstrução mamária

Governo-do-Estado-lana-mutiro-de-cirurgias-eletivas-para-mais-de-37-mil-pacientes

Na manhã desta segunda-feira (13) o governador do Estado, Renato Casagrande, e o secretário da Saúde, Nésio Fernandes, lançaram o mutirão de cirurgias eletivas que vai atender a 3.747 pacientes de todas as regiões do Espírito Santo. Serão realizadas cirurgias ginecológicas, angiológicas, oftalmológicas e de reconstrução mamária. No evento realizado no Hospital Evangélico, em Vila Velha, o governador afirmou que espera aumentar o número de mutirões nos próximos quatro anos.

Leia também  >>   Uma a cada dez brasileiras tem endometriose

“Com a lei aprovada na Assembleia Legislativa, queremos fazer esse serviço através de credenciamento das entidades e até de instituições privadas para serem realizadas nas regiões onde a pessoa que necessita está morando. Neste mutirão, ainda no modelo tradicional, por meio de contratação direta, foram escolhidas cinco instituições que vão realizar cirurgias em diversas especialidades com um investimento de R$ 3,7 milhões. São cirurgias eletivas para que possamos reduzir a fila e o tempo de espera”, afirmou.

O governador antecipou que, nos próximos dias, será anunciado investimento de mais de R$ 8 milhões para novas cirurgias no modelo de credenciamento para serem ofertadas regionalmente. De acordo com Casagrande, o sistema de credenciamento de serviço vai permitir que o Governo do Estado faça as contratações pela tabela do SUS (Sistema Único de Saúde).

“Não vou dizer se vamos acabar com a fila, mas nós vamos dar passos grandes para um atendimento muito melhor e mais rápido. Esse é o grande desafio da saúde. Temos necessidade de aperfeiçoar o atendimento à sociedade desde a base, o atendimento primário e o atendimento secundário”, acrescentou.

Durante sua fala, Casagrande reiterou ainda a importância do SUS e da criação do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), aprovada pelos deputados estaduais: “A defesa do SUS é fundamental. É importante que o Estado ajude na organização do atendimento primário, por isso aprovamos a autorização para criarmos uma Instituição de Ensino para que possamos preparar profissionais especializados no atendimento às famílias, lá na comunidade. Para ter resolutividade. Fazendo um bom atendimento e resolvendo as questões na base".

Segundo o secretário Nésio Fernandes, o Governo percebeu a necessidade de ampliar as subespecialidades dos mutirões. “Entendemos que precisávamos ampliar essa oferta e que havia uma demanda reprimida muito grande recebida pelo atual Governo. E essa demanda precisava de algumas decisões sérias e rápidas para poder dar conta”, disse. O titular da Sesa ressaltou também que o Espírito Santo é o estado que mais investe na área: “Já somos o estado do Sul e Sudeste que mais investe em saúde. Aplicamos 18% da receita corrente líquida em saúde”, afirmou.

Leia também  >>   Hormônio do crescimento: saiba como estimular a produção

O diretor do Hospital Evangélico, em Vila Velha, Alexander Cunha, destacou a importância da parceria com o Governo do Estado. “Uma das coisas que olhamos hoje é sobre a necessidade de termos políticas como essas, que estão sendo apresentadas aqui hoje, que de fato possam trazer benefícios à população capixaba. É com alegria que nós, mais uma vez, fazemos essa parceria com o Estado”, afirmou.

Após o evento, o governador Casagrande e a vice-governadora Jaqueline Moraes, acompanhados do secretário de saúde e demais autoridades, visitaram alguns pacientes que já passaram por cirurgias de varizes.

Números

O mutirão de cirurgias eletivas vai atender 3.747 pacientes de todas as regiões do Espírito Santo. Terá como prioridade a atenção às mulheres, com a oferta de 1.066 cirurgias ginecológicas (histerectomia total, miomectomia, colpoperineoplastia, salpingectomia), 53 de reconstrução mamária e 1.557 cirurgias angiológicas (varizes bilateral e unilateral), para mulheres e homens. Também haverá a oferta de 1.071 cirurgias oftalmológicas.

O investimento para as cirurgias será de R$ 2.901.139,87 provenientes do Governo Federal (Portaria Ministerial 195/2019). Já o Governo Estadual investirá R$ 615.758,37 para cobrir os custos com exames pré-operatórios.

Leia também  >>   SUS poderá incorporar pele de tilápia para tratamento de queimados

Ampliação

Ainda este ano, o Governo do Estado prevê lançar outro mutirão, com um aporte financeiro maior. Serão investidos mais de R$ 8 milhões em recursos próprios para realizar mais de 10 mil cirurgias nas especialidades de oftalmologia, cirurgia geral, otorrinolaringologia, cabeça e pescoço não oncológico e urologia. A contratação dos serviços está em andamento.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.