22Julho2019

NOTÍCIAS POLÍTICA Ministro da Educação promete rever os cortes na Ufes e no Ifes

farmacias-de-plantao

Ministro da Educação promete rever os cortes na Ufes e no Ifes

Estiveram presentes na reunião apenas cinco deputados e nenhum senador

Ministro-da-Educao-promete-rever-os-cortes-na-Ufes-e-no-Ifes

Em reunião com a Bancada Capixaba, nesta quinta-feira (09), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, prometeu reavaliar o contingenciamento de gastos nas instituições federais de ensino do ES – Universidade Federal do Espirito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).

Leia também  >>  Vereadora Rosinha Guerreira, acusada de "rachid", é afastada de novo pela Justiça

“Ontem recebemos o reitor da Ufes e do Ifes, para debater a questão do corte [orçamentário] e baseados no histórico e desempenho das duas instituições, que são de qualidade e referência não só no ES, mas no pais, fizemos um apelo a ele [ministro Weintraub] e ele disse que o contingenciamento será revisto, disse Sérgio Vidigal.

Vidigal disse que o ministro afirmou que a decisão foi recomendação do governo e que não se trata de cortes, mas de contingenciamento de gastos.

Celular Proibido

Assessores do ministro informaram aos parlamentares, logo no início da reunião, que não seriam permitidos celulares.

O deputado Evair de Melo (PP) disse à Agência Congresso que abriu mão de participar da reunião, por não poder estar com o seu celular “me disseram que era pra deixar o celular na recepção, mas eu não abri mão do meu telefone. Agradeci a oportunidade e fui embora”.

Leia também  >>  Sejus recebe Selo Resgata do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Estiveram presentes na reunião apenas cinco deputados, nenhum senador. Felipe Rigoni (PSB), Soraya Manato (PSL), Sérgio Vidigal (PDT), Ted Conti (PSB) e Da Vitória (PPS).

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.