25Junho2019

NOTÍCIAS GERAL Samarco poderá descontar auxilio emergencial de indenização a pescadores do Rio Doce

farmacias-de-plantao

Samarco poderá descontar auxilio emergencial de indenização a pescadores do Rio Doce

A decisão foi deferida em dezembro de 2018

Samarco-poder-descontar-auxilio-emergencial-de-indenizao-a-pescadores-do-Rio-Doce

Quase um ano depois de assinar um acordo com os pescadores atingidos pela tragédia de Mariana, a Samarco conseguiu uma liminar na justiça federal que abriu a possibilidade de abatimento dos valores já pagos pela empresa aos trabalhadores, como auxilio emergencial, da parcela de indenização de lucro cessante. A decisão foi deferida no dia 27 de dezembro, durante recesso judicial de fim de ano, na 12ª vara federal de Minas Gerais e afeta cerca de 1,5 mil acordos.


Fique EM DIA com notícias relacionadas à GERAL.

Andada do caranguejo começa nesta terça (08): vai ter fiscalização em restaurantes e pontos de venda

Prova para professor Bilíngue, Tradutor e Instrutor de Libras será neste domingo (13) na Faceli


De acordo com Leônidas Carlos, presidente da Associação de Pescadores de Regência, eles estão recebendo o auxilio financeiro há dois anos, uma espécie de pagamento mensal a cada família pela perda em suas atividades econômicas, esse valor, que gira em torno de R$1 mil por mês, será descontado no valor final da indenização.

Leonardo Amarante, advogado representante da federação que reúnem cerca de nove mil pescadores afetados no Espirito Santo e Minas Gerais, afirma que irá recorrer da decisão: “Com essa mudança, não somente os 1,5 mil acordos já realizados devem ser afetados, mas todos s outros quase 7,5 mil que aguardam na fila, levando o caso a se arrastar por mais longos anos na justiça. Obviamente vamos recorrer dessa decisão”.

Por meio de nota a Fundação Renova confirmou a decisão judicial “A Fundação Renova informa que, no dia 27 de dezembro, uma decisão judicial autorizou o desconto dos valores pagos como Auxílio Financeiro Emergencial (AFE) do montante a ser pago como Lucro Cessante. No momento, a Fundação analisa a operacionalização da liminar. Até novembro de 2018 foram pagos R$ 1,3 bilhão em auxílios financeiros e indenizações”.

Segundo o presidente da Colônia de pescadores de Linhares, Nilton Jorge, as lideranças dos pescadores do estado estão reunidas desde o meio-dia desta terça-feira (08) para definir quais são as estratégias que a defesa usará para recorrer dessa decisão.

A tragédia de Mariana completou três anos em novembro de 2018 e deixou 19 mortos, cidades inteiras destruídas e perda de biodiversidade sem precedentes.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.