14Dezembro2018

NOTÍCIAS GERAL Magistério anuncia “operação tartaruga” nas escolas municipais de Linhares
e-mailmarketing082015

farmacias-de-plantao

Magistério anuncia “operação tartaruga” nas escolas municipais de Linhares

O movimento deverá começar na próxima segunda-feira (19)

Magistrio-anuncia-operao-tartaruga-nas-escolas-municipais-de-Linhares Alunos de escolas da rede pública municipal de Linhares ficarão menos tempo em sala de aula a partir da próxima segunda-feira (19).  É que terá início a “operação tartaruga”, anunciada pelos professores. No período da manhã as aulas terão início às 8h40 e à tarde após às 14h40. O manifesto, segundo o Sindicato dos Servidores Municipais (SISPML) é pelo cumprimento por completo do acordo judicial homologado entre o município e os servidores no final de 2017.

Fique EM DIA com notícias relacionadas à GERAL.

Horário de verão termina no próximo domingo e será reduzido em duas semanas a partir deste ano

Benefício da Prestação Continuada (BPC) não sofrerá alterações com reforma


“Nesse acordo fica bem claro que o repasse do piso nacional dos professores do mês de janeiro deve ser feito na íntegra da tabela e não só na base como está sendo feito. Somente os professores que não chegam a 10 é que estão recebendo esse repasse que é 6,81%. Os efetivos em sua maioria não receberam o repasse”, disse Simone Aguiar, presidente do SISPML.

A presidente do sindicato afirmou ainda que a decisão pelo movimento ocorreu após assembleia da categoria. Pais de alunos e servidores de todas as escolas estão sendo avisados da redução da carga horária das aulas a partir da próxima segunda-feira (19). “Nós optamos por uma greve parcial para não prejudicar o ano letivo dos estudantes”, concluiu.

Simone Aguiar usou a tribuna da Câmara de vereadores na sessão desta quinta-feira (15) para falar sobre o assunto. No discurso ela disse que, caso a categoria seja chamada pelo Executivo para uma conversa e houver o cumprimento integral do acordo, o movimento será suspenso. Do contrário, alertou Simone, a paralisação parcial seguirá por tempo indeterminado até que a justiça decida a questão.

Prefeitura afirma que cumpre o acordo

Em nota, a prefeitura de Linhares afirmou que o acordo firmado com o SIPML no final do ano passado está sendo integralmente cumprido. De acordo com a prefeitura, dos 11 itens do acordo firmado, o SISPML interpreta que o Município não está cumprindo apenas um, que diz respeito às diferenciações mínimas entre os níveis e graus (progressão vertical de 10,25% e progressão horizontal de 5%).

Essas progressões, diz o município, estão devidamente resguardadas na lei que diz que a Evolução Funcional se dá dois anos após o ano de enquadramento dos servidores e não de forma imediata. A prefeitura também garantiu que nenhum professor recebe salário abaixo do piso nacional nos anos iniciais da categoria que é de R$ 2.455,35 para jornada de 40 horas semanais.

O município também alegou que a decisão pela greve é precipitada. Diz ainda contar com a sensibilidade dos professores para que não façam adesão ao movimento até que que a Justiça se posicione.

 

Redação Portal Linhares Em Dia 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.