377 01/03/2021 às 18:59 - última atualização 02/03/2021 às 13:50

Aumento de imposto no setor bancário, para zerar tributos de diesel e gás de cozinha

Redação Em Dia ES

Governo editará uma MP aumentando a CSLL devida pelo setor financeiro, com a alíquota de 20% subindo para 23%
Aumento de imposto no setor bancário, para zerar tributos de diesel e gás de cozinha. Foto Infomoney
Após chegarem a operar em alta entre 1% e 2,6% no intraday, os bancos viraram para queda em meio a uma notícia do jornal O Globo no final da tarde desta segunda-feira (1) de que o governo decidiu aumentar o imposto cobrado sobre essas instituições financeiras, entre outras medidas. Isso de forma a gerar uma compensação com o objetivo de zerar o PIS/Cofins sobre o diesel. Também será zerado imposto federal sobre o gás de cozinha (GLP).

Às 17h22 (horário de Brasília), os ativos PN do Bradesco (BBDC4) caíam 2,48%, a R$ 22,44, enquanto os papéis do Itaú Unibanco (ITUB4) tinham baixa de 2,06%, a R$ 25,06. Já as units do Santander Brasil (SANB11) tinham baixa mais amena, de cerca de 0,88%, a R$ 37,06. Os ativos do Banco do Brasil (BBAS3) também tinham leve queda, de 0,78%, a R$ 27,83; vale destacar, contudo, que os papéis já tinham caído 4,92% na última sexta-feira com o rumor de que André Brandão, presidente do BB, havia colocado o cargo à disposição na semana passada, o que foi negado posteriormente pela instituição financeira.

O movimento de queda ganhou força a partir das 16h40, minutos depois de sair a notícia do O Globo. A publicação aponta que o governo irá editar uma MP aumentando a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) devida pelo setor financeiro. Hoje, a alíquota é de 20% e a nova alíquota ainda deve ficar em torno de 23%, destaca a reportagem.

No total, as reduções de impostos sobre o diesel e o GLP custarão R$ 3,6 bilhões em 2021, de acordo com cálculos da equipe econômica. Jair Bolsonaro prometeu para esta segunda-feira zerar a compra do PIS/Cofins sobre o diesel, como forma de atenuar efeitos do aumento no preço do combustível, principalmente no bolso dos caminhoneiros.

A publicação aponta que, como se trata de uma redução de impostos, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) exige uma compensação com corte de gastos ou aumento de receitas. O decreto que irá zerar as alíquotas está pronto e será acompanhando de uma medida provisória (MP) com as ações para elevação da receita, afirma o jornal.

A MP também vai estipular um limite para o valor do carro para que uma pessoa com deficiência possa comprá-lo com isenção do IPI, igual ao que ocorre com o ICMS. Outra medida é acabar com o Regime Especial da Indústria Química (Reiq), que garante incentivos para a indústria petroquímica.

Com informações do O Globo
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda
  2. 2

    2 - Cade investiga tabelamento de preço de combustíveis Cade investiga tabelamento de preço de combustíveis
  3. 3

    3 - Novo auxílio deve ter quatro parcelas de R$ 250 Novo auxílio deve ter quatro parcelas de R$ 250
  4. 4

    4 - Alta da inflação liga sinal de alerta Alta da inflação liga sinal de alerta
  5. 5

    5 - Frechiani | Previsão do Tempo: 2021 Frechiani | Previsão do Tempo: 2021
  6. 6

    6 - Pesquisa de impactos da pandemia aponta que 86% dos empreendimentos já estão abertos no ES Pesquisa de impactos da pandemia aponta que 86% dos empreendimentos já estão abertos no ES
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca